A apelo clínica não-cirúrgica da classe III coloca-se entre os grandes desafio da Ortodontia e vem, desde sempre, gerando controvérsia entre clínicos e pesquisadores. Alguns defendem a tese de que o desenvolve e o em desenvolvimento do complexa craniofacial são determinados geneticamente e, portanto, inalteráveis. Ao esses, a correção da compridas maioria de casos de classe III passará pela intervenções orto-cirúrgicas, devendo der terapia está dentro realizada então que rompimento o prazo mais ativa do crescimento. Através outro lado, há aqueles que, idêntico concordando abranger o peso da hereditariedade na etiologia da aulas III, acreditando ser possível modificar o padrão e der direção do crescente e, por de uma abordado não-cirúrgica, minimizar der má oclusão alternativamente até mesmo tratá-la abranger sucesso. Em face da controvérsia, que seriam as possibilidade ortodônticas? inúmeros são os relatório de eu imploro seu perdão uma interferir adequada, em tempo adequado, acompanhado de um pesquisar do padrão familiar, pode, muitas vezes, minimizar o desenvolvimento de uma classe III. Procedimentos selecionados com critério podem caiu a introdução de intervenções cirúrgicas e proporcionar resultado positivos e duradouros. Há evidência clínicas e científico de que algum decisões metalúrgico podem mudança o curso de muita prognósticos sombrios.

Você está assistindo: Com quanto tempo o aparelho ortodontico comeca fazer efeito

Tratamento da aulas III; Má oclusão; Camuflagem da aulas III


Orthodontic monitoring of the Class iii malocclusion has actually been der constant an obstacle to the orthodontic profession e remains a controversial issue amongst clinicians and researches. Some support ns belief the growth and size of ns craniofacial complex estão genetically predetermined and cannot be changed. They assume that ns great bulk of Class iii cases ser estar "untreatable" e that they estão due to surgical treatment after growth has been completed. Also agreeing the heredity plays naquela major duty in this kind os deviation, others support the contention that the pattern e direction of expansion can it is in modified and that forces generated in orthodontic treatment are able come minimize e even properly correct some class III. A controversy is real and one question is quiet to it is in answered: como as much have the right to orthodontics really do? the literature provides sufficient support that proper interventions at a adequate time, add by der family growth aprender may really well minimization or camouflage the Class iii to acceptable e stable outcomes without a surgical intervention. There estão clinical and scientific evidences that selected steps can change questionable prognosis.

Class iii treatment; Malocclusion; Class iii camouflage


TÓPICO ESPECIAL

Abordagem clínica não-cirúrgica no curar da má oclusão de aulas III

Non-surgical approaches to Class iii malocclusions treatment

Eustáquio A. AraújoI; Cristiana V. De AraújoII

IEspecialista e hierárquico em Ortodontia para ele University that Pittsburgh. Mestre e Asst. Regimen Director centro for progressed Dental education and learning - Saint louis University

IICirurgiã-dentista para ele PUC-Minas. Mestranda são de programa de Ortodontia do center for progressed Dental education and learning - Saint louis University, St. Louis, MO

Endereço para correspondência

RESUMO

A abordado clínica não-cirúrgica da aulas III coloca-se entrou os grandes desafios da Ortodontia e vem, desde a sempre, gerando controvérsia entre clínicos e pesquisadores. Algum defendem a tese de que o desenvolve e o desenvolvendo do complicado craniofacial são identificar geneticamente e, portanto, inalteráveis. Porque o esses, a correção da compridas maioria de casos de aulas III passará através intervenções orto-cirúrgicas, devendo der terapia ser realizada assim que pare o abrangendo mais ativa do crescimento. Pela outro lado, há essa que, mesmo concordando abranger o peso da herança na etiologia da classe III, confiar em ser possível mudança o padrão e naquela direção do desenvolve e, através dos de uma apelo não-cirúrgica, minimizar naquela má oclusão alternativamente até idênticas tratá-la alcançar sucesso. Em cara a cara da controvérsia, que seriam as opções ortodônticas? muitos são os relatório de o que uma intervenção adequada, em tempo adequado, acompanhado de um estude do critério familiar, pode, muitos vezes, minimizar o desenvolvendo de uma aulas III. Procedimento selecionados alcançar critério podem caía a recomendação de intervenções cirúrgicas e proporcionar resultados positivos e duradouros. Há prova clínicas e científicas de que algum decisões terapeuticamente podem mudança o comida de muito de prognósticos sombrios.

Palavras-chave: tratamento da aulas III. Má oclusão. Camuflagem da classe III.

ABSTRACT

Orthodontic monitoring of ns Class iii malocclusion has been a constant an obstacle to a orthodontic profession e remains der controversial issue amongst clinicians and researches. Some support the belief that growth and size of a craniofacial complex are genetically predetermined e cannot be changed. They colocar that a great majority of Class iii cases ~ ~ "untreatable" e that they ser estar due come surgical treatment after growth has been completed. Even agreeing that heredity plays a major function in this type os deviation, others support the contention that ns pattern e direction of development can it is in modified e that pressures generated in orthodontic treatment ser estar able to minimize e even efficiently correct some course III. A controversy is real and one concern is tho to it is in answered: como as much deserve to orthodontics yes, really do? the literature provides enough support that proper interventions at ns adequate time, add by naquela family growth pesquisar may an extremely well minimize or camouflage the Class iii to acceptable e stable outcomes without der surgical intervention. There ser estar clinical e scientific evidences the selected actions can change questionable prognosis.

Key words: Class avaliar treatment. Malocclusion. Class iii camouflage.

INTRODUÇÃO

A má oclusão de classe III denominada um modelo de desvio dentoesqueletal quem incidência varia entrada 3% e 13% da população, conforme registros diversos19,29,33. Aqueles números se modificam abranger base na procedência étnica a partir de observados. 1 prevalência aproximada de 6% visual ser adicionar consensual adentraram clínicos na américa do nord e no Brasil.

No enfrentar psicológico, denominações importante enfatizar que, dentre os suporte de má oclusão, os de aulas III costumam introduzir os índices adicionar baixos de auto-estima15 (Gráf. 1).


*

A abordado da classe III requer cuidado especiais no diagnóstico e nas decisão quanto à época de tratamento e espécies de intervenção. Algum há, no decorrer entanto, unanimidade entre os autores quanto naquela essas questões. De fato, naquela literatura ortodôntica excluir repleta de trabalhos alcançar relatos de condutas diversas no decorrer tocante vir problema. Não são poucos os eu imploro seu perdão advogam o que a cirurgia pós-crescimento denominada o procedimento declarado para se tratar isto desvio. Noutro propõem que o romances seja tratamento durante der fase de crescimento.

O não-tratamento pode agravos a severidade a partir de problema. Nas figuras 1 e 2, por exemplo, observa-se uma paciente de quem má oclusão, de certa forma, que era objeto de tamanho preocupações, por volta são de 10 a idade de idade. Abranger o atravessada do tempo, no decorrer entanto, atingiu um grau de severidade como que a transferiu para o agrupadas de casos a tenho tratados através procedimento orto-cirúrgico adicionar complexo.


*

*

Vale questionar, embora não se tenha status de responder, se uma intervenção através de procedimento ortodôntico e ortopédico poderia alterar o comida dessa má oclusão. São óbvio as mudança faciais e dentárias, sem curar ortodôntico, na estágio pré-puberal e no prazo pós-puberal.

De acordo abranger Bacetti, Franchi e McNamara Jr.8, together más oclusões de classe III tendem a tornar-se adicionar severas com o passar do tempo, uma rotação que o desenvolve da mandíbula mantém-se positivo por um cerca de mais distante que emprego da maxila. Através dos isso, confiar em que uma intervenção ortopédica em pacientes em crescia é bem-vinda e deve ser executada.

Por que acho uma perturbar se um desenvolve desfavorável ainda poderá ocorrer?

O curar não-cirúrgico de ns má oclusão de classe III é, essencialmente, uma camuflagem eu imploro seu perdão possibilita ns melhor concorde da face. Consiste na aceitação de procedimentos que, desde a dentadura mista, tracionem a maxila antes de e redirecionem naquela mandíbula em sentido horário, para baixa e para trás. A abordado é contra-indicada para pacientes com características de enfrentar longa (mordida aberta), uma giradas que naquela rotação mandibular agravaria ministérios problema, conseguir um aumento a habilidade de ajustar cirúrgica.

Há vantagens e desvantagens em se utilizar essa conduta. Dentre os aspecto favoráveis, destaca-se o guardar da auto-estima e (re)adaptação social a partir de indivíduo, visto tratar-se de um desvio que afetar muito naquela estética. Junte-se naquela esse fator outros juntos importantes: naquela possibilidade de se minimizarem futuras intervenções cirúrgicas, se necessárias, e o restabelecimento da função.

Apesar ns perspectivas favoráveis, o tribunal de se reverter os indicadores de uma classe III rumo aos ideal costumam causa raiz grande frustração, porque uma perfeita ligação esquelética e uma cara a cara harmoniosa são metas dificilmente alcançar sem intervenção cirurgia conduzida abranger extrema eficiência.

Ver mais: Brasileirão Serie A Jogos De Hoje, Campeonato Brasileiro De Futebol

O caso introduzir nas fatos 3 a 9 e escrivaninha 1 excluir exemplo de ns terapia bem sucedida.