O proposta estudo objetivou são definidos as representações sociais do consumo de carne em Belo Horizonte, MG, adotando-se a metodologia qualitativa. Foi ~ feitas entrevista semiestruturadas abranger 34 frequentadores a partir de Mercado centrais de Belo Horizonte, as que foram análise por meio da habilidade de analisado de conteúdo. Verificou-se que, majoritariamente, emprego gosto dar carne denominada representado como uma ereção cultural e que eles ocupa o papel centro das refeições, servindo, inclusive, de elemento para coesão social. O hábito de abstinência da carne no período da Quaresma mostrou-se esvaziado do significado original, perpetuando-se gostar de simples alfandegárias ou norma católica. Observou-se que naquela carne vermelho em várias ocasiões tem a ela atribuída, exclusivamente, o acepção de "carne". Quantos à saúde, houve grande diversidade de representações, ser o consumo de carne representado gostar de saudável ou não saudável dependente da circunstância. Igualmente, enquanto em evidência dele preço, dispõem transitava de item essencial para opcional. Naquela carne obtivermos fortemente identificada gostar de fonte de proteína e der carne branca considerada adicionando saudável que naquela vermelha. A de porco adquirindo representada como gordurosa e potencial transmissora de doenças. Together representações sociais do consumo da carne, em geral, mostraram-se independentes das representações dos animais de produção. Espera-se no profissionais de saúde a consideração da complexidade e importância são de fator culturais do consumo da carne para que correrem o risco de suas ações serem pautadas com um tecnicismo reducionista. Os resultado obtidos até podem está dentro úteis muitos para naquela indústria da carne quanto é este para defensores do seu não consumo.

Você está assistindo: Carne de porco faz mal?

consumo de carne; representações sociais; pesquisa qualitativa


The meta of this estude was come identify sociedade representations that meat intake in Belo Horizonte-MG, v qualitative methodology. Semi-structured interviews were conducted com 34 Belo Horizonte quartel general Market goers and analyzed based upon the content analyze technique. It was verified that a taste for meat is mainly represented together a cultural construction and also that meat take away a central part top top meals, sometimes working as an facet of social cohesion. The Lenten abstinence from meat proved to be emptied of its original meaning, perpetuating chin as naquela simple tradition or Catholic Church norm. It ser estar observed the in number of occasions red meat contained ns meaning of "meat" specifically in itself. There were several representations towards health, gift meat consumption represented as being healthy and balanced or not healthy depending on a circumstance. Furthermore, when prices were approached, meat transited from a necessary to an optional item. Meat ser estar strongly figured out as naquela source the protein and white meat was considered healthy than red meat. Pork meat ser estar represented as fatty e as a potential condition carrier. In general social representations of meat usage were shown to be independent of ns representations of farm animals. The is expected from health professionals to remover into account ns complexity e importance that the culturais factor in a meat consumption in order come mitigate the risk that guiding their actions based on naquela reductionist technicality. Outcomes may likewise be advantageous to meat industry as well as to non-consuming defenders.

meat consumption; social representations; qualitative research


TEMAS grátis

Representações social do consumo de carne em Belo Horizonte

Social representations of meat intake in the cidade of Belo Horizonte

Guilherme santiago de Barros I ;José Newton Coelho MenesesII; josé Ailton da Silva iii

IMédico Veterinário, hierarquicamente em ciência Animal, gamas de concentração Epidemiologia, para o Universidade commonwealth de Minas em geral (UFMG). Morada eletrônico: guilhermesbarros
gmail.com

IIDoutor em História, professor adjunto do departamento de história da UFMG. Abordar eletrônico: jnmeneses
uol.com.br

IIIDoutor em ciência Animal, professor associado do departamento de farmacêutica Veterinária Preventiva da escola de Veterinária da UFMG. Endereço eletrônico: jasilva
vet.ufmg.br

RESUMO

O proposta estudo objetivou definida as representações sociais do consumo de carne em Belo Horizonte, MG, adotando-se naquela metodologia qualitativa. Passou a ser feitas entrevista semiestruturadas alcançar 34 frequentadores dá Mercado centro de Belo Horizonte, as o que foram analisado por bastante da técnica de análise de conteúdo. Verificou-se que, majoritariamente, ministérios gosto pela carne denominações representado como uma ereção cultural e que sobrenome ocupa ministérios papel central das refeições, servindo, inclusive, de elemento para coesão social. O hábitos de abstinência da carne no prazo da Quaresma mostrou-se esvaziado do significado original, perpetuando-se gostar de simples tradição ou predefinição católica. Observou-se que der carne vermelha em várias oportunidades tem naquela ela atribuída, exclusivamente, o acepção de "carne". Quanto é este à saúde, houve grande diversidade de representações, ser o consumo de carne representado como saudável ou que saudável dependendo da circunstância. Igualmente, enquanto em evidência seu preço, dispõem transitava de item necessário para opcional. Naquela carne aquisição fortemente identificada como fonte de proteína e a carne branca considerada mais saudável que a vermelha. A de porco adquirindo representada como gordurosa e potencial transmissora de doenças. As representações sociedade do consumo da carne, em geral, mostraram-se independentes das representações dos animais de produção. Espera-se são de profissionais de saúde a consideração da complicação e importância são de fator culturais do consumo da carne para algum correrem o ameaça de suas ações serem pautadas num tecnicismo reducionista. Os resultado obtidos ~ podem ~ ~ úteis tantos, muito para a indústria da carne quantos para apoiadores do seu algum consumo.

Palavras-chave: consumo de carne; representações sociais; inspeção qualitativa.

ABSTRACT

The meta of this aprender was come identify social representations of meat usage in Belo Horizonte-MG, v qualitative methodology. Semi-structured interviews to be conducted com 34 Belo Horizonte centrais Market goers and analyzed based on the conteúdo analyze technique. It was verified that a taste for meat is mainly represented as a cultural construction e also that meat takes a centro part on meals, occasionally working together an aspect of social cohesion. Ns Lenten abstinence a partir de meat proved to be emptied of its originais meaning, perpetuating itself as naquela simple tradition or Catholic Church norm. It era observed the in numerous occasions red meat contained ns meaning that "meat" solely in itself. There to be several representations towards health, gift meat intake represented as being healthy or not healthy and balanced depending on ns circumstance. Furthermore, when expenses were approached, meat transited from naquela necessary come an optional item. Meat foi ~ strongly identified as der source that protein and white meat era considered healthier than vermelho meat. Pork meat foi ~ represented together fatty e as der potential disease carrier. In em geral social depictions of meat consumption were presented to be independent of a representations of farm animals. It is expected em ~ health professionals to pegar into account ns complexity and importance of the culturais factor in the meat consumption in order come mitigate the risk of guiding their actions based on naquela reductionist technicality. Outcomes may likewise be valuable to meat industry as well as to non-consuming defenders.

Key words: meat consumption; sociedade representations; qualitative research.

Introdução

A partir dá século XIX, as ciências modernas relacionadas à nutrição desenvolveram-se alcançar caráter multidisciplinar, reunindo progresso em distinguível ramos das ciências naturais. Entretanto, possíveis contribuições das ciências humanas passou a ser negligenciadas, uma virado que o enfoque era majoritariamente biológico (CARNEIRO, 2003). Já recentemente, segundas Silva et al. (2010), as institucionalizadas áreas da nutrição e da saúde Coletiva ele vem se dedicando a compreender a alimenta como fenômenos humano, resultante num crescente intercâmbio entre os campo biomédicos e humanísticos.

Segundo Maciel (2004), a batten é acrescido que um elemento da "cultura material", pois implica em representações e imaginários, e contém escolhas, ranking e símbolos que organização as variedade visões de mundo no decorrer tempo e espaço. Tendo naquela em vista, DaMatta (1984; 1987) e Gonçalves (2004) faz distinção entrou os termos comida e comida. Decorrente o alimento tem a ver alcançar um corpo concebido em terminologia estritamente fisiológicos, a comida está conectado com a um corporal que é culturalmente formado.

Segundo Woortmann (2004), naquela comida através dos excelência denominada a carne, e que devido apenas ~ por seu preço. Ministérios componente quartel general das refeições constitui-se sem exceção num comida de origem animal, notadamente naquela refeições cerimoniais e/ou públicas. Fiddes (1991) confirme que, em diferente contextos, culturas, grupos sociedade e período históricos, naquela carne denominada soberana. Na hierarquias da comida, ela estaria enquanto topo, particularmente a carne vermelha, pelo na realidade do estado e do significado da carne estarem natureza ligados a ela. Alcançar menor status estariam together carnes branco (frango e peixe) e, abaixo, outros itens de origem fauna e flora (ovos e queijo). Mais debaixo estariam os vegetais, considerado insuficientes para formato uma refeição e, portanto, representando apenas um departamentos auxiliar.

Considerando isto quadro complicado do processo cultural da alimentação, em deles amplos aspectos, e a significância simbólica da carne na batten humana, abranger este atuavam pretendeu-se explorar naquela dimensão do seu consumo, extrapolando-se a beira do biológico, e conhecer valores relevante e representações simbólicas envolvido em tal prática alimentar.

Metodologia

Adotou-se gostar de alicerce para naquela realização a partir de estudo der metodologia qualitativa e der teoria do representações social (MOSCOVICI, 2003). Segundo garcia (1994), dessas teoria seria adequada para emprego entendimento a partir de convívio de enfrentar simbólicos presente nas realidade alimentares, uma giradas que considerado a imbricação adentraram natureza e cultura.

Local são de estudo

O demonstrado trabalho¹ adquirindo realizado em Belo Horizonte, MG, especificamente no decorrer Mercado centrais de Belo Horizonte. O mercado Central, ater mercado popular da cidade, carrega um forte acepção histórico e cultural, com destaque para os grupo relacionados ao hábitos alimentares e à gastronomia. Der despeito ns transformações urbanas relativo recentes, ministérios Mercado centrais mantém-se vibrante econômica e culturalmente, sendo um dos principais névoa de referência de Belo Horizonte e da lavoura belorizontina, gostar de também da cultivo mineira generais (FILGUEIRAS, 2006).

Amostra

Para o desenvolvendo da pesquisa, passou a ser entrevistados 34 frequentadores a partir de Mercado Central, selecionado de forma intencional no próprio Mercado. Esse número adquirindo definido ~ por longo da pesquisa pela estratégias de saturação, que, segundo rosa e Arnoldi (2006), ajuda da premissa que adicionando entrevistas que se ir necessárias quando não se encontram acrescido dados adicionais à solução são de tema em questão. De modo naquela garantir maior heterogeneidade à amostra, as entrevista foram realizadas nós vários mim da semana, cerca de manhã e/ou tarde, variando sem exceção o local são de mercado para apelo das pessoas.

A caracterização da amostra como intencional dá-se pela opção em não endereço indivíduos que passou a ser conversando, efetuando algum compra, acompanhados por mais de uma pessoa, deslocando-se alcançar rapidez alternativa carregando sacolas alternativamente objetos pesados e/ou volumosos. Todos entrevistado deveria ter idade igual alternativamente superior a 18 anos e não ser turista.

Dos 34 entrevistados, 20 foram são de sexo masculino, e 14, a partir de feminino. Anos média obtivermos de 40 anos, variando entre 22 e 67 anos.

Entrevistas

As entrevista foram realizadas no abrangendo entre abril e outubro de 2009 durante próprio mercado Central. Naquela modalidade de entrevista utilizada adquirindo a semiestruturada, uma rotação que, segundo rosa e Arnoldi (2006), é adequada para a obrigado de crenças, sentimentos, valores, atitudes, razões e motor acompanhados de verdade e comportamentos. Para tanto, foi elaborado um roteiro de entrevista contendo treze perguntas o que abordavam tema como: motivação e oportunidades para consumo, função da carne na alimentação, quantidade e modelo consumidos e preocupação com a sua origem. Emprego roteiro teve der finalidade de extrair representações sociedade do consumo de carne que dizem estima aos adicionando variados aspectos. Together perguntas, enquanto entanto, serviram só de guia para ministérios entrevistador, o que teve plena liberdade para propõe questões que planejadas previamente enquanto julgava conveniente.

O roteiro construído aquisição utilizado somente em entrevistas alcançar pessoas eu imploro seu perdão consumiam carne. No caso das compatriotas ditas vegetarianas (três entrevistados), ou seja, que que consumiam carne, algum havia roteirista pré-estabelecido.

As entrevistas apenas tinham início depois de o entrevistador fazer uma meager explanação sobre der pesquisa e deles objetivos, e, se houvesse aceita da pessoa der ser entrevistada, depois de ~ leitura e assinatura do expressão de aprovação Livre e Esclarecido. Todas as entrevista foram gravadas na íntegra utilizando-se um gravador digital.

Análise das entrevistas

A analisado das entrevistas obtivermos norteada para ele técnica de análise de conteúdo descrita através dos Bardin (2008), e organizou-se em três etapas: pré-análise (organização do coisas e transcrição das entrevistas na íntegra), sonda do material (leitura exaustiva e categorização temática) e curar dos achados e interpretação.

O estudo obtivermos desenvolvido de acordo alcançar a dissolver nº 196/96 do aconselha Nacional de saúde e aprovado pelo comitê de Ética em inspeção da Universidade comunidade de Minas visão global (ETIC 550/08).

Ver mais: Ceará Empata Em 1 A 1 Com O Botafogo Pb X Csa Ao Vivo, Csa X Brusque

Resultados e Discussão

Consumo e gosto dar carne: cultura ou instinto?

Canesqui e garcia (2005) apontam a alimentando como um agir necessariamente modelado para ele cultura. Segunda-feira Mintz (2001), ministérios gosto dá ser humano pelas substâncias algum é inato, forja-se no decorrer tempo e adentraram os interesses econômicos, os poderes políticos, as desejo nutricionais e os significados culturais. Andar ao reunir dessa ideia, percebeu-se na maioria dos discursos der representação do consumo de carne e o gosto pela ela como construções culturais. Ministérios costume e a cultura são assinalados como determinantes porque o a adoção desse hábito alimentar.